“Agora eu sou um vento só a escuridão, eu virei pó, fotografia, sou lembrança do passado. Agora sou a prova viva de que nada nessa vida é pra sempre até que prove o contrário.”
— Paula Fernandes   (via insanitar)

Um homem com uma dor
É muito mais elegante
Caminha assim de lado
Com se chegando atrasado
Chegasse mais adiante

Carrega o peso da dor
Como se portasse medalhas
Uma coroa, um milhão de dólares
Ou coisa que os valha

Ópios, édens, analgésicos
Não me toquem nesse dor
Ela é tudo o que me sobra
Sofrer vai ser a minha última obra

Dor elegante. (Leminski).

(via insanitar)
“Chorei, chorei até rasgar meu peito, até arranhar minha alma, chorei que nem uma criança recém nascida, mas depois passou, meu coração se acalmou e eu voltei a órbita. Percebi a burrada que fiz e como de costume prometi mais uma vez que essa seria a ultima vez, mas não é, nunca é, e o pior é que eu sei disso.”
Anderson Babinski.    (via c-ontrolada)
“Ainda não da pra acreditar que você se foi, tão jovem e com um futuro ótimo pra ser vivido. Nossos dias serão de eternas lágrimas e saudades. Quando a noite chegar, não será fácil não pensar em você e de como você levava esse teu jeito de ser feliz fazendo outras pessoas felizes e sempre deixando uma ótima lembrança com cada uma delas. Quando tudo estiver dando errado, vamos nos lembrar dos teus conselhos e da sua extrema capacidade de melhorar as coisas. Quando tudo estiver bem, vamos nos lembrar dos melhores momentos que passamos juntos e com o tempo, você se tornara mais presente e mais amado por todos nós.”
— Saudades, de família.
“Vou sentir sua falta pra sempre, todos os dias… Muito obrigada por estar sempre com a gente e que descanse em paz, te amaremos para sempre. Gustavo, vai com Deus. Nosso eterno anjinho..”
— Saudades..

sdds carou amor da minha vida sdds

sdds isa gostosa sdds

“Prefiro gente que chega e você não percebe, que conquista sem querer, e te ganha com o tempo.”
Soulstripper. 
“Eu ficarei bem. Preciso passar pelos próximos dias.”
The Vampire Diaries.  
“Não é sono, não é falta de tempo, não é dor física, muito menos depressão. Só vontade de me desligar do mundo por alguns segundos.”
Caio Fernando Abreu.